Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

FUGAS, REBELIÕES E MORTES: BEM VINDO À PEDRINHAS!!!!

Imagem
Prof. Joyce Pereira
Redação d'O Historiante

Neste mês, notícias sobre o Complexo Penitenciário de Pedrinhas (localizado em São Luís, capital do Maranhão) invadiram o noticiário nacional mostrando apenas a ponta do icerberg. O "cadeião" há muito tempo sofre o sucateamento da estrutura e com a superlotação de presos. Quase anualmente, havia rebeliões extremamente violentas que resultavam sempre na morte de presos e fugas através de túneis que eram construídos sem que fossem vistos por ninguém.

BLACK BLOCK: O velho/novo modo eficaz de protestar

Imagem
Prof. Tiago Rodrigues
Redação d'O Historiante

Depois de anos de ostracismo, de política de pão e circo bem sucedida, dilapidação sistemática dos nossos recursos mais básicos e da sucateação da nossa educação, o povo brasileiro resolve ir as ruas. No meio da pacifidade dos pacíficos, aparece um grupo de jovens vestido de preto se colocando como linha de frente de proteção dos pacíficos, usando técnicas de guerrilha urbana, além de causar pânico nas autoridades e nos políticos. Quem são esses jovens nomeados de vândalos pela mídia?

Enquanto isso no Rio de Janeiro...

Imagem
Cabral mostra mais uma vez sua face ditadora e autoritária:


Agora ameaça exonerar professores em greve, algo que nem a ditadura civil-militar foi capaz de ousar fazer.
http://fmanha.com.br/blogs/emtempo/2013/10/12/estado-abre-inquerito-e-pode-demitir-400-professores-sepe-reage/



Este é parte do grupo de professores do Colégio  estadual Mendes de Moares, Ilha do Governador - RJ, que já estão respondendo por "processo de abandono de cargo". Alguns desses professores pertencem à essa escola há 10, 15 e até 20 anos.
São 28 professores, sendo 4 com 2 matrículas, ou seja, 32 processos somente desta escola.


Só lembrando:

"A Constituição Federal, em seu artigo 9º e a Lei nº 7.783/89 asseguram o direito de greve a todo trabalhador, competindo-lhe a oportunidade de exercê-lo sobre os interesses que devam por meio dele defender."


Livro - Eichmann em Jerusalem: um relato sobre a banalidade do mal.

Imagem
Prof. André Araújo
Redação d'O Historiante


Uma filósofa alemã, judia, de família rica vivendo em Berlim em plena 2ª Guerra Mundial. Estes fatores reunidos poderiam ser considerados suficientes para se prever o destino da moça: fuzilamento ou câmaras de gás. Só que não! A filósofa Hannah Arendt, tendo vivido as incertezas de um futuro que parecia não ter muitos horizontes, sobreviveu. O medo da morte no contexto da expansão do nazismo e do assassinato de judeus foi uma página virada na vida da filósofa. Pelo menos até ela ter notícia que em 1960 Adolf Eichmann, acusado de ser um dos arquitetos da “solução final”, seria confrontado com o povo judeu em um tribunal.

Professores em greve no México.

Imagem
Os professores do México também estão em greve, aliás todo o país está parado. Alguém vê isso ser divulgado na grande mídia?

http://www.youtube.com/watch?v=huiYR5ROqEg




Eles já fizeram uma greve em 2006 que terminou em uma grande revolta popular.
Assistam ao excelente e emocionante documentário, de grande valor histórico: "Un Poquito de tanta verdad" que reuniu material audiovisual de diversos jornalistas independentes comprometidos com a luta.

Descrição do vídeo:
"O que em maio de 2006 começou como uma greve de professores por melhores salários e condições sociais, termina em uma rebelião popular sem precedentes no Estado de Oxaca, ao sudoeste do México. Surge um movimento social que durante meses se manifesta (...) em centenas de barricadas nas ruas, ocupando edifícios municipais, governando a cidade de forma autogestionada e pedindo a destituição do (...) governador Ulises Ruiz Ortiz.   
Em uma compilação de entrevistas, os protagonistas desta luta nos contam o desenvolv…

Enquanto isso no Rio de Janeiro

Amigos historiantes, este é um álbum que fiz no facebook documentando a greve dos professores desde o início. Divulguem por favor o que vem acontecendo no Rio de Janeiro. Hoje a cidade amanheceu em Estado de sítio. O Centro do Rio está com ruas bloqueadas por grades, há muitos carros de polícia e tudo isso por quê? Por causa de professores. É, devemos ser indivíduos muito perigosos mesmo. Pensamos e ajudamos outros a pensar.

https://www.facebook.com/aline.martins.733076/media_set?set=a.595337523842660.1073741826.100000992531621&type=3