Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

Tenda dos Milagres.

Imagem
Tenda dos Milagres, segundo romance de Jorge Amado, publicado em 1969, é um grito contra o preconceito racial e religioso. Uma obra em que o diálogo com as teorias da identidade nacional é explorado em sua máxima potência. O autor apresenta a violência dos brancos diante de rituais de origem africana, e oferece o ingresso para um outro mundo, onde há a mistura não só de raças, mas também de religiões. 


Esta obra segue a linha típica dos romances de Jorge Amado tendo a cidade de Salvador como cenário e com personagens bem complexos. O livronarra a história de Pedro Archanjo e sua luta pela afirmação da cultura popular.O candomblé, a capoeira e as festas populares da Bahia fazem parte do universo de Pedro Archanjo, um mestiço , intelectual autodidata, sem formação acadêmica, mas forjado pela vida, pela vivência das ruas, pelo convívio com seu povo.
Malandro que transita entre teorias populares e eruditas. Ele é também o mentor da Tenda dos Milagres, uma casa de saber, uma oficina de impre…

Uma carta indignada a um Meritíssimo Juiz (e também para muitos outros): Vocês não passarão sobre nós!

Imagem
Tatiane Duarte Umbandista Antropóloga Cidadã Da Redação d´O Historiante


Explicito aos leitores o motivo desta carta indignada. O babalorixá Marcio Jagun abriu uma denúncia no Ministério Público pedindo a retirada de vídeos da internet por conta de seus conteúdos ofensivos às crenças de matriz africana e por incitação à violência, no caso, invasão de terreiros. Em resposta, o Meritíssimo Juiz, a quem escrevo esta carta, afirmou que  “as manifestações religiosas afro-brasileiras não se constituem em religiões”, pois, não possuem um texto base, uma estrutura hierárquica e um Deus a ser venerado. Logo, não poderiam reivindicar direito a proteção do Estado para exercer sua expressão religiosa. Por certo, a Procuradoria da República entrou com recurso contra a decisão pedindo a suspensão da circulação dos vídeos e reafirmando o caráter discriminatório da sentença e que também desampara legalmente os praticante da umbanda e do candomblé (Vejam em http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/05…

Resposta de um professor bem acordado.

Imagem
Texto enviado a nossa redação pelo Prof. Ms. Jorge Luiz Monteiro Peçanha em resposta a coluna de Gustavo Ioschpe (Revista VEJA) intitulada: "Professores, acordem!" que pode ser consultada no seguinte link:   http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/professores-acordem?utm_source=redesabril_veja&utm_medium=twitter&utm_campaign=redesabril_veja&utm_content=feed&



Caro Senhor Gustavo,


Quem faz o discurso de que nossa luta é apenas por salários são vocês, mídia vendida a um projeto muito claro de educação: PRIVATIZAÇÃO. Sugiro que o senhor se informe melhor sobre a imensa pauta de reivindicações de nossa categoria e que vá visitar às escolas, e ver com os próprios olhos, o nível de precariedade das mesmas antes de falar e defender, com tanta veemência , coisas das quais não tem ciência.
Resolvi mais uma vez aderir a greve e a última coisa que pleiteio é o aumento de salário. Recentemente terminei o mestrado e sem um plano de carreira decente o único incentivo que cons…