Indicação do leitor - O incrível exército de Brancaleone



Carolina Abreu Maciel
Leitora do Historiante



Período abordado: Idade Média

Sinopse: Brancaleone de Norcia é um cavaleiro errante que é contratado como líder de um pequeno e diversificado grupo que roubaram um pergaminho que lhes dava a posse do reino de Aurocastro. Mas a viagem até esse suposto reino dos sonhos é muito mais tortuosa que planejada.

A História é uma das disciplinas que mais se utilizam do cinema em suas aulas, já que muitos filmes são produzidos com as temáticas históricas, por um lado isso é ótimo, pela diversidade de possibilidades que o cinema nos proporciona, mas por outro nós professores devemos ter bastante cuidado de como vamos apresentar o filme aos nossos alunos. Devemos ter em mente que muitos dos discentes ao assistirem um filme histórico podem cair no erro de achar que o fato narrado no filme é de total veracidade, além dos anacronismos presentes em muitas dessas produções. Por isso, o papel do professor é de mediador entre o filme e os alunos, buscando articular o debate em torno do assunto tratado pela projeção fílmica e as experiências, extraclasse, dos discentes. Assim, os alunos poderão colocar em prática, fora de sala de aula, a criticidade ao que lhe é apresentado pelos meios de comunicação. Criando o hábito de se indagar e tornar-se mais ativo diante de sua realidade social.

Com a projeção desse filme podemos trabalhar com os alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Os temas são relativos à Idade Média onde as relações de vassalagem entre cavaleiros X cavaleiros e com os outros personagens aparecem de forma clara na passagem que Brancaleone é procurado para ocupar o lugar do nobre que recebeu as terras de Aurocastro e quando nosso herói encontra outro nobre em seu caminho para as terras prometidas pelo pergaminho. O filme por ter um tom cômico faz com que a aula se torne mais leve, pois o conteúdo por estar longe da realidade dos discentes pode se deixar com que a aula se torne um monólogo onde o professor é o centro das atenções. São muitas as referências a temáticas medievais, como por exemplo, o papel da mulher na sociedade, os casamentos arranjados, a educação feminina para ser a donzela recatada e onde a virgindade feminina é uma virtude que mostra o caráter não só da mulher, mas da sua família. Assim, podemos problematizar como a sociedade atualmente vê esse valor medieval que a cada dia está sendo colocado em xeque. Outros temas podem ser tratados também como o anti-semitismo, pois  o personagem judeu é tratado como um infiel e mesquinho, adjetivos que perduraram por longos períodos da história.

Referência Bibliográfica:

Mais informações sobre o filme: http://www.cineplayers.com/filme.php?id=1049

NAPOLITANO, Marcos. Como usar o cinema na sala de aula. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2005.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livro - "A vida Verdadeira de Domingos Xavier", de José Luandino Vieira

Educação doméstica X Educação escolar no Brasil: desafios, conflitos e perspectivas.

" Todos iguais... uns mais iguais que os outros"